terça-feira, 23 de setembro de 2008

"Porque o mundo não precisa do Superman"


Pra quem não sabe, eu trabalho com manutenção de celulares. Há poucos dias vi este game de celular, baseado no último filme do Superman; na apresentação, antes de começar o jogo, apareceu uma mensagem que me chamou a atenção. Na verdade, é uma manchete do jornal Daily Planet (Planeta Diário), onde Lois Lane e Clark Kent trabalham, segundo a história do herói:

“Já faz cinco anos desde a partida do Superman e com isso o mundo aprendeu a viver sem seu salvador”.

Relacionando a frase com o que venho estudando a respeito da influência satânica na mídia, tracei instantaneamente o paralelo, questionando a sentença: “Já faz quase dois mil anos desde a partida de Jesus e com isso mundo aprendeu a viver sem seu Salvador?”

Parece paranóia, mas só parece. Entre os muitos enredos utilizados por Hollywood, a temática do conflito “bem e mal” é bastante explorada. E os paralelos bíblicos ficam evidentes pra quem conhece.

Ao analisarmos os aspectos e os assuntos abordados na TV, nas histórias em quadrinhos, no cinema, nos desenhos animados, na música secular, nos outdoors apelativos, nos videogames, nos RPGs e em outro meios, isto é inegável: a mídia tem sido usada de inúmeras maneiras para manipular a maneira de pensar das pessoas, com o intuito de distanciá-las dos planos de Deus.

Bom, mas assim como na maior parte das histórias de herói, no final, o protagonista triunfa com grande poder. Na história real, não será diferente. Ele virá.

Estará provado que desde que Jesus foi para junto do Pai nunca tivemos tanta saudade dEle e não aprendemos, de forma alguma, a viver sem Ele. Amém!

Quer saber mais? Leia: Nos Bastidores da Mídia (Michelson Borges)
http://www.cpb.com.br/