quinta-feira, 13 de outubro de 2011

sábado, 13 de agosto de 2011

Calebes inscrevem 1,4 mil para estudos bíblicos em São Paulo


"Na região central de São Paulo, jovens voluntários da Missão Calebe encerraram a campanha com mais de 1,4 mil inscrições para estudos bíblicos. Foram mais de 600 jovens envolvidos nesta campanha evangelística e social. A base central de articulação foi a cidade de Araras, SP. Mas houve mobilização também em Jundiaí, Rio Claro e outras cidades. Este vídeo é uma homenagem da Associação Paulista Central, sede da Igreja Adventista para a região central de São Paulo, a todos os voluntários que participaram".


#EnsaioProfético estava lá!

Foi uma bênção, não só na vida daqueles que foram visitados e beneficiados pelo projeto, mas também na vida de cada um de nós, Calebes. Valeu a pena cada momento. Tivemos uma experiência fantástica, inesquecível e com gosto de quero mais!

EU SOU... CALEBE!!! Seja um você também!

Em Janeiro de 2012, se Deus quiser, estarei próximo de minha cidade, em Missão pela Associação Catarinense.

Para assistir ao vídeo, clique neste link do Youtube!

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Bento XVI é mediador entre Israel e a Palestina


Cidade do Vaticano, 03 jun (Lusa) - O papa Bento XVI e o presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, reafirmaram hoje «a urgência de uma solução duradoura» que assegure, entre outros, a satisfação das «aspirações legítimas» dos palestinianos a um «Estado independente».
A informação é dada num comunicado do Vaticano divulgado após um encontro de 20 minutos entre aqueles dois responsáveis.
"Foi novamente repetido que o Estado de Israel e o Estado palestiniano devem viver em segurança, em paz com os vizinhos e nas fronteiras internacionalmente reconhecidas", de acordo com o comunicado.
O Vaticano exortou as partes a "uma abertura à reconciliação".
O conflito israelo-palestiniano é uma preocupação de Bento XVI, que apelou ao estabelecimento de dois Estados durante a viagem à Terra Santa em maio de 2009.
A situação das comunidades cristãs nos territórios palestinianos e no Médio Oriente em geral foi outro dos temas abordados.
Na região natal de Cristo, os cristãos não representam mais que 1,5 por cento da população total de Israel e dos territórios palestinianos. No século XIX eram pelo menos 25 por cento.
Fonte: SIC

Nota: Como pode um poder que perseguiu e perseguirá os fiéis seguidores do Cordeiro, ser mediador de conflitos e instaurador da paz? A luta pelo poder está em jogo, mas o seu fim é certo! Vem Senhor Jesus!

Fonte: Evidências Proféticas


Nota Ensaio Profético:

"Armará as tendas do seu palácio entre o mar grande e o monte santo e glorioso; mas chegará ao seu fim, e não haverá quem o socorra". Daniel 11:45

O Vaticano tomará posse do território de Israel? O papa será o árbitro desse conflito?

Ouça o áudio do Pr. Samuel Ramos sobre Daniel 11:45 e tire suas conclusões:

Roma papal se engrandecerá sobre tudo e todos.

Repare também que este verso antecede o início do capítulo 12, onde descreve a vinda de Miguel, O Grande Princípe, Jesus.

Demais áudios sobre Daniel 11, você encontra no link abaixo:

Apocalipse Revelado - Sermões

(Estão no fim da lista de sermões).


Breve virá!

terça-feira, 3 de maio de 2011

10 mandamentos

"10 mandamentos"... Por que será que insistem nessa expressão? Quem viver, verá.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Dando a cara para bater


Tornaram-se comuns os adesivos que representam membros de uma família, colados nas carrocerias dos carros. Neles, estão o pai, a mãe, os filhos e até os animais de estimação, como cachorros, gatos e pássaros. Só que a mania tem um lado perigoso, conforme alerta o Capitão Emerson Massera Ribeiro, da Polícia Militar de São Paulo. “Alguns golpistas usam estratégias para obter informações sobre as pessoas. No golpe do falso sequestro, por exemplo, o adesivo pode ajudá-lo a convencer a vítima, pois terá ideia de como é a família”, disse.

Um dos que aderiu à moda dos adesivos foi o empresário Rodrigo Lombardi, que tem a sua imagem, da esposa e do filho representadas na traseira de seu Honda Civic. Ao contrário do que diz a recomendação policial, Lombardi não se preocupa com a segurança. “O bandido vai se preocupar mais com o valor do carro que com o adesivo. O que conta é a facilidade na abordagem. O adesivo se tornou tão popular que o criminoso ficaria indeciso”, justifica.


Veja a matéria completa neste link.

---------------------------------------

A abertura de fronteiras pessoais, em nosso tempo, está cada vez mais sendo ampliada. Estamos dando a "cara para bater". Um vai conhecendo a vida do outro. As redes de relacionamento da Internet são o maior exemplo disso, pois nela divulgamos não somente as nossas convicções, como também o que fazemos no dia a dia, nossos hábitos e nosso caráter.

Veja também a postagem: "Anzóis Virtuais".

Por um lado, isso é ruim, pois pode nos prejudicar de alguma forma. Mas, por outro lado, inclusive para nós (adventistas) que temos uma mensagem a pregar para o mundo - a mensagem de uma vida santificada - é uma ferramenta bastante interessante e útil. Se "viver é correr risco de tragédia", vamos dar a cara para bater mesmo. Deus está ao nosso lado. O mundo precisa ver, ouvir e conhecer vidas transformadas pelo Espírito Santo e que não temerão ao tempo da prova que sobrevirá ao mundo.

"Diga ao mundo: Há esperança! Jesus em glória voltará, para salvar a todos que aceitarem seu perdão. Seja uma fonte de esperança e de paz!"

segunda-feira, 21 de março de 2011

Vislumbres do futuro


Três reatores atômicos japoneses estão com problemas por causa do tsunami. São só três, mas que assustam, pois podem sair de controle, e explodir, contaminando grande região com radioatividade mortal. Existem no mundo 438 reatores para fins civis distribuídos em 31 países, gerando 372 GW. Para comparar, a usina hidrelétrica de Itaipu tem uma potência de geração de 14 GW. Mas qualquer um deles explode conforme o tipo de problema que sofrerem. Pensava-se que esses reatores fossem seguros. Descoberta: não são seguros. E há mais 42 reatores em construção. Os países que possuem mais reatores são: Estados Unidos, 104; França: 59; Japão, 54 e Rússia, 31.

Agora uma reflexão: quais serão os efeitos de possíveis explosões dessas usinas, durante as pragas, quando os 4 anjos de Apocalipse 7 soltarem os ventos? Sem falar nas aproximadamente 20 mil ogivas atômicas estocadas. É a sabedoria humana sendo questionada pela natureza, loucura diante de DEUS. Quanto maior a tecnologia, aparentemente, mais progresso, até que alguma coisa prove o contrário. Um terremoto, ou um tsunami, por exemplo.

No Éden, era para vivermos em meio a natureza, sem risco algum. Com o pecado, passando o tempo, o homem desenvolveu a ciência. Aparentemente melhorou a vida na Terra. Mas de um momento para outro, descobre-se, dramaticamente que a situação é bem pior, principalmente quanto a segurança.

Está na hora de JESUS voltar, pois aqui, por inúmeros motivos, a vida se aproxima da inviabilidade. Precisamos nos preparar para viver em outro lugar desse Universo.

Fonte: Cristo Voltará.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Os Sete Erros

A Bíblia Sagrada não contradiz apenas o espiritismo na questão do estado dos mortos. A questão do “carma” (doutrina em que o suposto espírito encarna e desencarna, passando por sucessivas “vidas”, e até sofrendo para pagar o que fez de errado nestas “vidas”) e a salvação apenas pelas obras (caridade e méritos pessoais) também são doutrinas falaciosas. Vejamos alguns exemplos:

Em João 11:25 está escrito: "Disse-lhe Jesus: Eu Sou a ressurreição e a vida; quem crê em Mim, ainda que esteja morto, viverá". A Bíblia não deixa dúvidas. Ela fala em ressurreição da carne, não em reencarnação.

Hebreus 9:27 diz que após a morte vem o juízo e, portanto, só podemos morrer uma só vez. Apenas Deus possui a imortalidade, de acordo com 1 Timóteo 6:16, e dará tal atributo aos ressuscitados de acordo com 1 Coríntios 15:52-54.

Efésios 2:8-10, por sua vez, nos ensina que a salvação é um dom de Deus e que as boas obras são um resultado da transformação do nosso caráter.

Além dessas falácias básicas que a Bíblia desmascara, existem outros detalhes que gostaria de lhes mostrar. No áudio a que me referi no post anterior ("O engano pelos originais"), Severino também expôs outras ideias sem a devida fundamentação bíblica e histórica. Ao mesmo tempo, ele parece contradizer-se com o que ensina a doutrina diabólica do espiritismo.

A seguir, apresentamos "sete erros", dos quais nos foi possível apurar:

1) Código moral

Severino fala que estamos sujeitos a um "código moral". Por que ele fala que estamos "sujeitos a um código moral" se a crença dele não aceita a lei de Deus? Seria um conjunto de valores morais humanos? Que "código moral" seria este, tendo em conta o relativismo humano (baseado no "faça o que quiser e isso é o que importa")?

E ainda: se (supostamente) podemos encarnar, desencarnar, encarnar... (infinitamente até chegar à perfeição)... sem que haja um juízo, para que precisamos de um código moral que nos julgue definitivamente ao fim da vida? (Tiago 2:10-13)

2) Ecos de ecumenismo

Ele fala em "conhecer a religião do outro para respeitar". O respeito pela pessoa deve existir, porém aceitar que um querido nosso continue sendo vítima de uma doutrina mentirosa é ter amor por essa pessoa? O Evangelho não é para ser crido, obedecido e pregado, a fim de resgatar as pessoas das trevas da ignorância para a maravilhosa luz de Cristo?

3) O veneno da serpente edênica

Ele diz que o espiritismo é uma doutrina "relativamente recente". Como vimos, em Gênesis 3:1-5, muito pelo contrário. Segundo os cálculos dos teólogos, no mínimo, uns 6 mil anos. Recente?

4) Separação das revelações

Ele tenta desvincular o Antigo do Novo Testamento, mas isso não é possível; não são revelações distantes uma da outra. Para termos uma ideia, por exemplo, todo o sistema de sacrifícios do santuário terrestre apontava para o ministério de Jesus Cristo. Como podemos separar uma coisa da outra?

5) Regimento doutrinário

Ele diz que o livro de Deuteronômio "não pode reger uma doutrina cristã". Isso não é verdade. Para começo de conversa, esse livro foi utilizado duas vezes por Cristo na tentação do deserto (Mateus 4:4,7). Entre outras coisas, os dez mandamentos, que lá são mencionados, não foram abolidos e nem mudados no Novo Testamento (Mateus 5:17; 1 João 3:4).

6) Ponto de fuga

A fim de desviar o foco do que é a verdade, relatada em Deuteronômio 18, ele fala que esse livro foi "escrito para o povo hebreu". Originalmente, tal livro foi escrito para os hebreus, faz parte da 'Torah', mas tudo o que foi escrito para eles serve para nós hoje, de acordo com Romanos 15:4 e 1 Coríntios 10:11. Deuteronômio faz parte da revelação da vontade de Deus - a verdade revelada e dirigida a todas as nações e em todos os tempos porque os princípios envolvidos são os mesmos e porque Deus não muda (Isaías 49:6; Malaquias 3:6).

7) Religião da Bíblia

Ele afirma que "a Bíblia não tem religião nenhuma". Não teria a palavra de Deus a forma correta da religião?

A religião bíblica realmente não tem placa de igreja, mas Apocalipse 12:17 fala de um povo remanescente, nos últimos dias desse planeta, que apresenta duas características em sua forma de religião (forma de se "religar a Deus"). É um povo que guarda os mandamentos de Deus e tem o testemunho de Jesus. Quer encontrar a Igreja verdadeira? Então procure pelas características.

Em Tiago 1:27, também lemos que a religião pura se traduz em boas ações em benefício dos necessitados. Que movimento religioso mundial que além de zelar pelos mandamentos de Deus e que tem a fé em Jesus, possui uma organização de renome cuja função é amparar aos carentes e necessitados?

"Porque a Palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração" (Hebreus 4:12).

A Bíblia apresenta verdades incontestáveis. Os argumentos do espiritismo caem por terra diante da solidez e clareza das Escrituras Sagradas.

Cabe a você, agora, fazer a escolha certa. A decisão é sua em seguir ou não o que a Bíblia ensina.

[Versão da Bíblia utilizada: Almeida Corrigida e Fiel, SBTB]

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Série Santificação (com Power Points)


Disponibilizamos nessa postagem os áudios de uma Semana de Oração conduzida pelo Pr. Judson Henriques Lino, Departamental da AMSUL (Associação Mineira Sul da Igreja Adventista do Sétimo Dia). O enfoque é a questão da Reforma de Saúde e da influência desta na manutenção da mente em seu melhor estado, para que sejamos melhor impressionados pelas diretrizes do Criador.

Para contribuir ainda mais, conseguimos, diretamente com o palestrante, as apresentações em PPT utilizadas. Bom proveito!




sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

O engano pelos originais


A fim de que possamos entender muitos dos textos da Palavra de Deus, normalmente temos que estudar todo o contexto relacionado ao tema; ou seja, precisamos encontrar todas as passagens bíblicas que falam sobre o mesmo assunto (Isaías 28:10). Para que o entendimento desses textos se torne ainda mais claro, precisamos pesquisar o que ele significa em sua respectiva época e, para tanto, recorremos à língua original em que esses textos foram escritos.
Quando se diz por aí que algo está "comprovado cientificamente", as pessoas parecem dar, automaticamente, crédito a esta afirmação ou pensamento. Da mesma forma, no meio religioso, quando alguém (referindo-se à Bíblia) diz que isso ou aquilo significa tal coisa "nos originais grego e hebraico", automaticamente, a tendência é a de que se aceite como verdade irrefutável.
Um tempo atrás, tive a oportunidade de ouvir um arquivo em áudio de uma organização espírita, no qual falava um estudioso dessa doutrina, Severino Celestino. Tendo a intenção de defend
er essa doutrina, o espiritismo, Severino utilizou-se dessa estratégia que mencionei.
Segundo ele, a palavra utilizada, no original em hebraico, nos textos de Deuteronômio 18:11 e Eclesiastes 9:5 significam "cadáver". Portanto, segundo ele, Deus estava proibindo que um hebreu, ou qualquer pessoa que fazia parte do povo de Deus, tivesse contato interativo com o cadáver de uma pessoa que estava sepultada; consequentemente, não havia e não há impedimento por parte de Deus, de que alguém consulte ou entre em contato interativo com o suposto 'espírito' que saiu do corpo. O cadáve
r está lá, sem vida, mas o 'espírito' vive e portanto pode ser contactado, de acordo com essa doutrina.
De posse do que toda a Bíblia ensina, conforme o quadro abaixo, podemos ver que esta explicação dada por Severino é contraditória. Ao ser criado, o homem se tornou uma alma vivente (ele não tem uma alma, ele é uma alma). Quando morre, a unidade desaparece: o corpo volta a terra, vira pó, e o fôlego de vida volta para Deus. Só Deus tem a imortalidade e haverá ressurreição tanto de justos como de ímpios.
Percebendo que não consegue defender a doutrina espírita diante de tudo o que foi escrito na Bíblia sobre o tema da morte, e que contradiz a sua posição, Severino lança mão de uma falácia muito astuta.
Discipulado pelo pai da mentira, ele mesmo passa a ser o enganador (João 8:44).
Vamos aos textos bíblicos.
Deuteronômio 18:9-14
"Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti. Perfeito serás, como o SENHOR teu Deus. Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o SENHOR teu Deus não permitiu tal coisa."
As palavras hebraicas utilizadas na expressão que signfica "consultar os mortos", transliteradas para a nossa escrita, aparecem de duas formas nos manuscritos antigos:
1) vedoresh el´ hammetim cujas raízes são darash muwth.
2) 'owb sha'al ou 'owb sha'el.
Vamos analisar o primeiro caso.
(Obs: entre parênteses está a numeração de 'Strong', que identifica a palavra no catálogo de originais usados na Bíblia. 'H' simboliza 'hebraico' e depois vem a numeração em ordem alfabética).
darash (H1875): recorrer a; procurar; procurar com cuidado; inquirir; requerer; consultar (referindo-se a Deus ou a deuses pagãos).
muwth (H4191): morrer; matar; executar; ser levado à morte.
Reunindo as duas palavras, nós vemos que o texto está falando de alguém que consulta outra pessoa que já morreu.
O segundo caso requer uma explicação histórica.
'owb (H0178): odre.
sha'al ou sha'el (H7592): perguntar; inquirir; pedir; indagar; consultar (referindo-se a uma divindade, um oráculo).
Literalmente, "que consulta a um odre".
O 'owb é um odre, feito de couro de cabra ou de ovelha, para conduzir água. Esta expressão se refere ao som oco produzido por tal couro seco e, por extensão, aos murmúrios, sussurros ou resmungos de alguém que 'consulta espíritos' quando está em transe. Em Jó 32:19, se usa a palavra 'owb para referir-se ao odre literal.
O uso desta palavra para designar aos que 'consultam os espíritos' se deve ao timbre de voz que estes possuíam quando estavam em transe: uma voz não natural, nem clara, como a que podia produzir-se ao falar dentro de um "odre" ou de algum outro receptáculo. A palavra traduzida como "sussurram" em Isaías 8:19, significa também "murmurar", "cochichar", "retumbar". Pode também significar "meditar em voz alta", como se a pessoa estivesse falando sozinha em uma voz baixa que parece um suspiro.
Portanto, essa expressão fala de alguém que se comporta como um médium ou um adivinho.
Eclesiastes 9:5
"Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento. Também o seu amor, o seu ódio, e a sua inveja já pereceram, e já não têm parte alguma para sempre, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol."
A palavra utilizada nessa passagem também é muwth, que significa morrer, matar, executar ou ser levado a morte. Seria esta palavra utilizada para designar apenas o corpo morto, isto é, apenas o cadáver da pessoa que morreu?
Convido você, sincero leitor, a ler os seguintes textos:
Deuteronômio 21:23
"O seu cadáver não permanecerá no madeiro, mas certamente o enterrarás no mesmo dia..."
Deuteronômio 28:26
"E o teu cadáver servirá de comida a todas as aves dos céus..."
1 Reis 13:22,24,28-30
"... o teu cadáver não entrará no sepulcro de teus pais".
"... e também o leão estava junto ao cadáver". "... e achou o cadáver estendido no caminho..." "Então o profeta levantou o cadáver do homem de Deus..." "E colocou o cadáver no seu próprio sepulcro..."
2 Reis 9:37
"E o cadáver de Jezabel será como esterco sobre o campo..."
Através da análise do original destes textos, verificamos que quando o escritor bíblico se refere exclusivamente ao cadáver de uma pessoa que morreu a palavra é outra.
A palavra "cadáver" encontrada nesses textos, no original em hebraico, é a seguinte:
n'ebelah (H5038): corpo morto, cadáver (de pessoas, ídolos, animais).
Em outros textos da Bíblia, a palavra cadáver aparece como nos seguintes exemplos:
Em Isaías 14:19, peger (H6297).
Em Juízes 18:8, mappeleth (H4658).
Em Salmos 110:6, g'eviyah (H01472).
Toda a Bíblia e os textos originais não deixam dúvidas e desmascaram a doutrina espírita, cuja origem é bastante antiga.
A prova está nos textos a seguir:
Gênesis 3:1-5
"Ora, a serpente era mais astuta que todos os animais do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim? E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos, Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais. Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal".
Apocalipse 12:9
"E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele".
Portanto, antes de aceitar qualquer ideia ou doutrina, examine as Escrituras. Examine até os originais se for necessário. O engano está se tornando cada vez mais especializado nos últimos dias deste planeta e garanto que você não quer ser enganado também. Precisamos fazer a "faculdade bíblica" e não apenas a secular.
[Versão da Bíblia utilizada: Almeida Corrigida e Fiel, SBTB]

Na próxima semana, a segunda parte: "Os sete erros".